notícias da OA
4 de Março . Presidente da República e Presidente da Ordem inauguraram exposição de arquitectura «portuguesa» em Berlim
05.03.2009
A exposição Arquitectura: Portugal fora de Portugal inaugurou dia 4 de Março na Galeria AEDES-Pfefferberg [veja as fotografias e o vídeo no site da Galeria] (Christinenstrasse 18-19), em Berlim, onde pode ser visitada até 9 de Abril.

A exposição é resultado de um convite da Presidência da República dirigido à Ordem dos Arquitectos para organizar uma mostra de trabalhos de arquitectos portugueses no estrangeiro, por ocasião da visita de Estado do Prof. Dr Aníbal Cavaco Silva à República Federal da Alemanha.

O Comissário da exposição, arquitecto Ricardo Carvalho, seleccionou as 21 obras e projectos apresentados, que se localizam por todo o mundo, a cima e abaixo do Equador e em estados tão diversos como a República Popular da China, a Coreia do Sul, Timor-Leste, grande número na Europa, mas também em África (Angola e Cabo Verde) e na América do Sul (Brasil).

Para além de elementos escritos, peças desenhadas e fotografias dos trabalhos, o catálogo produzido contém textos "monográficos", de Ana Tostões, Wilfried Wang e Ricardo Carvalho.

Na abertura do texto da sua responsabilidade, o Comissário explica:
"A exposição «Arquitectura: Portugal Fora de Portugal» mostra o trabalho de arquitectos portugueses em países estrangeiros. São projectos públicos e privados que, de forma não concertada, mostram um grupo de Arquitectos que tornou realidade a possibilidade de construir em territórios com identidades distintas. São projectos que se inscrevem em várias culturas e continentes, numa nova e mais complexa possibilidade de diáspora cultural permitida pelo processo de globalização. É Arquitectura que trabalha a paisagem, os programas e situações de encomenda diferenciadas, cujo denominador comum é a invulgar capacidade destes arquitectos em expressar um entendimento singular dos lugares.
A existir um denominador comum na Arquitectura Portuguesa, e em consequência nesta selecção, é o rigor no trabalho com os constrangimentos e a sua capacidade de valorização da resposta no contexto de chegada. São projectos e obras que constroem uma identidade a partir do diálogo, da interlocução com os constrangimentos e os sítios, compreendendo a oportunidade para uma transformação das condições existentes, mas também como desenvolvimento de um corpo de investigação disciplinar.
A exposição «Arquitectura: Portugal Fora de Portugal» é inevitavelmente panorâmica. É duplamente panorâmica. Porque não apresenta exaustivamente os trabalhos, privilegiando a sua representação através de maquetas, desenhos e algumas fotografias dos lugares que receberam ou irão receber estas obras. Mas também panorâmica porque se pretende mostrar vários modos e posicionamentos – não se procura mostrar qualquer homogeneidade ou caução de escola, mas apenas uma pluralidade de posicionamentos com alguns temas culturais comuns.
Mostra-se essa opção “curatorial” numa mesa única, onde todos os projectos convivem e onde a heterogeneidade e diversidade se confronta e ganha complexidade.(...)"

Documentos

Subscrever E-Newsletter



 

BA

JA

mais

 

Encontre um Arquitecto
OA
OASRN OASRS HABITAR PORTUGAL IAP20 OAPIX CONHECER 1(-)1 CONGRESSO DOS ARQUITECTOS PORTAL DOS ARQUITECTOS
CAE CIALP DoCoMoMo FEPA UIA
Architects on business 2017