agenda
-
-
1º Congresso Internacional Habitação no Espaço Lusófono
21.09.2010
22 a 24 de Setembro de 2010, Lisboa, Centro de Congressos do ISCTE – IUL

Inscrições abertas no site do Congresso e no próprio dia 22 de Setembro no Secretariado do Congresso, junto ao Grande Auditório, a partir das 14h
O Grupo Habitar, uma associação técnica e científica sem fins lucrativos, com sede no Núcleo de Arquitectura e Urbanismo do Laboratório Nacional de Engenharia Civil, está a organizar, em conjunto com o ISCTE – IUL, e designadamente com o respectivo Departamento de Arquitectura e Urbanismo, o 1º Congresso Internacional Habitação no Espaço Lusófono (1.º CIHEL), que terá lugar entre 22 e 24 de Setembro de 2010.

Com este Congresso pretende-se alargar o debate sobre a Habitação, em sentido amplo, a outras realidades sociais fisicamente distantes mas cultural e afectivamente próximas, em que se destaca o mundo dos países lusófonos em geral e os de África em particular.
Este 1.º CIHEL é um Congresso que se debruça sobre a qualidade do habitat residencial promovido para populações com baixos rendimentos e mobilizando portanto recursos modestos.

Este é um 1º Congresso a que se deverão seguir outros, eventualmente, realizados com base em outras instituições e noutras cidades da lusofonia, direccionados para outros enfoques complementares (mais tecnológicos, sociais, metodológicos, políticos, económicos ou produtivos, etc.). Pretende-se criar, na sequência deste 1º Congresso, uma rede ou um Secretariado, para assegurar o próximo Congresso e desenvolver outros eventos de discussão, divulgação e aprofundamento destas matérias.

Um primeiro passo
Nos próximos dias 22, 23 e 24 de Setembro vai realizar-se em Portugal o primeiro “Congresso Internacional de Habitação no Espaço Lusófono” (1.º CIHEL) ... Estamos, portanto, em presença de um primeiro passo de uma «caminhada» que, em boa verdade, a dita «lusofonia» - e, sobretudo , Portugal – já devia ter iniciado há muito tempo... A verdade é que esta «lusofonia» não é uma simples questão de «língua» nem uma vulgar questão de tradições que se cruzam! Não, é muito mais do que isso! É toda uma cultura que tem a ver com o modo como se «habita» e, portanto, com o modo como se constrói esse «espaço» que, nas diferentes latitudes, se concretiza em territórios organizados, na construção de lugares e de cidades e na definição de paisagens onde o «sentir português» é uma realidade e uma forma singular de existir e respirar...

Manuel Correia Fernandes, Jornal de Notícias, 8 Agosto 2010

Documentos

Subscrever E-Newsletter



 

BA

JA

mais

 

Encontre um Arquitecto
OA
OASRN OASRS HABITAR PORTUGAL IAP20 OAPIX CONHECER 1(-)1 CONGRESSO DOS ARQUITECTOS PORTAL DOS ARQUITECTOS
CAE CIALP DoCoMoMo FEPA UIA