agenda
-
8.ª UrbaVerde, Feira das Cidades Sustentáveis
16.04.2012
A 8.ª UrbaVerde, Feira das Cidades Sustentáveis, reuniu entre 12 e 14 de Abril trinta e três empresas expositoras, 10 entidades patrocinadores e apoiantes, diversas conferências e workshops e contou com mais de 2000 visitantes à exposição, juntando autarcas, vereadores e profissionais de excelência ligados ao urbanismo, arquitectura e gestão eficiente das cidades.

A 7.ª Grande Conferência do Jornal Arquitecturas dedicada ao Arrendamento e Reabilitação, foi a iniciativa que abriu oficialmente este Fórum, no dia 12 de Abril, contando com a intervenção, na sessão de abertura, de Guilherme Pinto, Presidente da Câmara Municipal de Matosinhos e de Pedro Afonso Paulo, Secretário de Estado do Ambiente e do Ordenamento do Território, que colocou a ênfase na necessidade de criar mecanismos fiscais de incentivo à reabilitação, por exemplo, tributando os imóveis quer estejam ocupados quer não e obrigando à execução num prazo definido de investimentos que transformem solo rural em urbano, tal como acontece na maioria dos países da Europa. “Tem de deixar de ser mais barato construir novo do que reabilitar”, salientou.
Da mesma forma, António Almeida Henriques, secretário de Estado Adjunto da Economia e do Desenvolvimento Regional, que encerrou o dia de trabalhos, reforçou também a necessidade de levar a cabo alterações regulamentares em matéria de reabilitação e arrendamento, deixando para trás a lógica dos investimentos a fundo perdido que incentivaram a construção nova também a nível público nos últimos anos. Nesta medida, chamou a atenção para a iniciativa JESSICA, que já está operacional e cujo primeiro contrato de investimento será assinado ainda este mês, em Évora.

O 3º Encontro de Autarcas - Cidades de Futuro: Comunidades Inteligentes e Conectadas, reuniu no dia 13 de Abril, os responsáveis e profissionais especialistas pela gestão das nossas cidades. Tendo-se focado nas soluções inteligentes ao nível da gestão de energia nas cidades, redes de energia e progressos da eficiência no espaço urbano, esta conferência contou com a intervenção de Mark Ossel, Vice-Presidente da Echelon / Glintt Energy Partner, sobre a interoperabilidade como chave para o futuro das cidade. Da parte da tarde destaque para o painel Casos de Sucesso, que contou com a intervenção de Herman Van Bolhuis, co-iniciator do projecto “ The World Smart Capital Initiative”.
A mesa redonda dedicada ao Pacto de Autarcas: um futuro inteligente para as Cidades, foi um dos pontos altos do dia, que contou com o testemunho de Eduardo Oliveira Fernandes, presidente do conselho de administração da Agência de Energia do Porto que afirmou que a cidade do Porto tem um objetivo de em 2020, poder estar a emitir menos 45 por cento do CO2 do que estava a emitir em 2004. Nesta mesa redonda José Macário Correia, presidente da CM Faro, assim como Jorge Brito Vereador da CM de Seia, Catarina Freitas da CM Almada, Madalena Castro, Vereador da CM Oeiras e Jorge Almeida, coordenador do Projecto ELENA, DA cm Vila Nova de Gaia, deram o seu contributo num debate que envolveu os participantes.

O dia 14 de Abril foi dedicado aos estudantes e Jovens Profissionais do Espaço Público, reunindo intervenções de grandes especialistas ligados à arquitectura sustentável e inovadora, arquitectura paisagista e design urbano.
José António Barbosa, arquitecto da Barbosa&Guimarães, levou à plateia de jovens arquitectos, arquitectos paisagistas e designers uma série de conselhos para o início de carreira: “Nesta altura de crise devem estar atentos aos elementos diferenciadores que vos possam valorizar”, frisou.
Já Nöel Van Dooren, arquitecto paisagista e professor da Academia de Arquitectura e Universidade de Amesterdão, desafiou os jovens profissionais a repensar a forma como desenham a arquitectura paisagista, colocando na equação também a dimensão tempo.
Da parte da tarde João Albuquerque, Senior Architect, MAA falou-nos da sua experiência de “Construir Carreira como Freelancer na Arquitectura” e no final do painel Joana Francisco, outra das selecionados no concurso Call for Papers defendeu a sua investigação sobre “A Cidade das Pessoas, para as Pessoas - Projectar Equipamento Urbano” de uma forma consciente, não apenas projectando de forma estética, mas de forma funcional, suscitando um grande interesse junto da plateia.
Este encontro contou com a moderação de Nuno Grande, Responsável pelo Pelouro da Cultura, OA-SRN, Henrique Cayatte, presidente do centro português de design, Teresa Portela Marques, Professora, Faculdade de Ciências UP.

Ao longo dos três dias da feira, decorreu em paralelo o Ciclo de Workshops – Casos Práticos que contou com visitas de estudo de grande interesse e dinamismo, como por exemplo ao Laboratório de Curadoria, Fábrica ASA em Guimarães, subordinado à temática Estratégias Arquitectónicas e Urbanas para a Reinvenção do Espaço Público, orientado por Gabriela Vaz Pinheiro, Programadora Arte e Arquitectura, Guimarães 2012.

A 8.ª UrbaVerde integrou ainda as cerimónias dos Prémios de Arquitectura Paisagista: Prémio Nacional de Arquitectura Paisagista e Prémio Jornal Arquitecturas/Vibeiras Jovem Arquitecto Paisagista e do Prémio Larus/Jornal Arquitecturas equipamento Urbano Ibérico 2011.

Este evento foi organizado pelo Jornal Arquitecturas – Grupo About Media em parceria com a Câmara Municipal de Matosinhos.

Subscrever E-Newsletter



 

BA

JA

mais

 

Encontre um Arquitecto
OA
OASRN OASRS HABITAR PORTUGAL IAP20 OAPIX CONHECER 1(-)1 CONGRESSO DOS ARQUITECTOS PORTAL DOS ARQUITECTOS
CAE CIALP DoCoMoMo FEPA UIA
TERÇAS TÉCNICAS