agenda
-
IndieLisboa | uma selecção
30.04.2012
O IndieLisboa é um festival de cinema com a duração de 11 dias, que decorre anualmente em Lisboa.

A programação caracteriza-se pela apresentação de longas e curtas metragens, obras de ficção, filmes de animação, experimentais e documentários. Tem como objectivo principal a promoção e divulgação de obras e autores nacionais e estrangeiros ao Público em geral e aos profissionais do sector.

A par da programação de cinema, o IndieLisboa organiza actividades paralelas, acções, eventos, palestras, conversas, entre outros, de forma a garantir a adesão e o envolvimento dos diversos públicos do Festival com o cinema.

Este evento distribui-se por vários espaços/equipamentos culturais de Lisboa, promovendo a dinâmica urbana, quer de espaços culturais quer na circulação de públicos.

Os grandes objectivos do IndieLisboa são: incentivar a criação autoral na área do cinema, potenciar a circulação das obras e dos autores em território nacional e internacional e promover o cinema português no mundo, tentando aproximar o universo do cinema contemporâneo do maior número de pessoas - públicos especializados e não-especializados, adultos e infanto-juvenis.

O IndieLisboa é, por excelência, a festa do cinema.

É um festival internacional e generalista, com histórias reais para pessoas reais"

Ficam algumas sugestões:


A Casa - http://www.indielisboa.com/movie_detail.php?lang=1&movie=12327701
Júlio Alves, doc., Portugal, 2012, 80’

1 Maio Ter, 21h45, Cinema São Jorge, Sala Manoel de Oliveira 4 Maio Sex, 21h15, Cinema Londres, Sala 2

António, Zé Maria e João habitam a casa à medida que a constroem. São eles os homens que constroem o sonho de uns, a obra de outros ou simplesmente uma casa. São igualmente homens portadores de histórias longe da terra que os viu nascer. Ouvimos fragmentos de his- tórias de emigrantes brasileiros a trabalhar na construção civil em Portugal, enquanto as suas mãos fazem nascer um projecto de arquitec- tura contemporânea. Pouco a pouco, a casa vai ganhando a sua forma definitiva e o trabalho desses homens parece prestes a chegar ao fim.

_________


Encounters With Landscape (3x) - http://www.indielisboa.com/movie_detail.php?lang=1&movie=12291301
Salomé Lamas, doc./exp., Portugal, 2012, 26’

Exibições: 29 Abril, 18:00, Culturgest, GA • 30 Abril, 21:30, Cinema São Jorge, Sala 3 • 3 Maio, 18:45, Cinema São Jorge, Sala 3

Em 2010 cheguei a Sete Cidades. Lembrei-me das ideias de Kant sobre o sublime. Ele argu- menta que o sublime é o conhecimento do corpo. Antes da medida matemática há a medida esté- tica (medida pelo corpo). O sublime ocorre quando a medida humana é superada, ou seja, quando o corpo experimenta a ideia de ser mordido por uma montanha imaginária. Para experienciar o sublime: sensibilidade, um corpo, o ser humano, ser finito é necessário. (Salomé Lamas)


_________


Ordos 100 - http://www.indielisboa.com/movie_detail.php?lang=1&movie=12323701
Ai Weiwei, doc., China, 2011, 61’
26 Abril Qui, 21h30, Cinema Londres, Sala 1 5 Maio Sáb, 00h00, Cinema Londres, Sala 1

Ordos 100 é um projecto de construção para criar uma nova comunidade situada na cidade de Ordos, na Mongólia Interior. Com curadoria de Herzog & de Meuron, o atelier suíço de arquitectura fundado por Jacques Herzog e Pierre de Meuron, e Ai Weiwei, artista contemporâneo chinês, foram escolhidos cem arquitectos de 27 países para participar neste projecto. Cada um vai desenhar uma villa de mil metros quadrados. As cem moradias serão projectadas para encaixarem num plano global desenhado por Ai Weiwei. Em 25 de Janeiro de 2008, os cem arquitectos reuniram-se em Ordos para uma primeira visita ao local. O filme documenta um total de três visitas à cidade, durante as quais o plano director e o projecto de cada casa foram concluídos. No entanto, Ordos 100 é um projecto que, até à data, continua por concretizar.


_________



Mercado de Futuros - http://www.indielisboa.com/movie_detail.php?lang=1&movie=12061001
Mercedes Alvarez, doc., Espanha, 2011, 110’
28 Abril Sáb, 14h30, Culturgest, Pequeno Auditório 1 Maio Ter, 19h15, Culturgest, Pequeno Auditório

O abandono e a demolição de uma casa antiga, com todo o mobiliário, biblioteca abundante e enorme carga de memórias pessoais, torna-se o ponto de partida para este filme que retrata a faceta materialista do mundo moderno.
Aqui seguimos a vida dos objectos. Vemo-los
enquanto eles ainda estão por nascer (quando uma imobiliária oferece propriedades que ainda não foram construídas) ou os últimos momentos da sua vida útil (a destruição de uma casa). Tudo pode mudar de proprietário. O lema aqui é a circulação permanente, às vezes acompanhada pela nostalgia, esse traço de fraqueza que ecoa no ser humano. Mercedes Alvarez (El cielo gira) mostra a virtualização do espaço urbano, o esvaziamento da memória pessoal e colectiva e a banalização dos sonhos e desejos, em última análise, transformados em mercadoria pura.

_________


So Sorry - http://www.indielisboa.com/movie_detail.php?lang=1&movie=12323801
Ai Weiwei, doc., China, 2011, 54'
26 Abril Qui, 21h30, Cinema Londres, Sala 1 5 Maio Sáb, 00h00, Cinema Londres, Sala 1

Neste documentário ficamos a conhecer a investigação liderada pelo estúdio do artista chinês Ai Weiwei, que identifica os estudantes que morreram durante o terramoto de Sichuan, na China, em 2008, como resultado da corrupção e da má construção dos edifícios. Estes foram os verdadeiros causadores do elevado número de estudantes mortos após o terramoto, um segredo que o estado chinês teria preferido que tivesse sido enterrado juntamente com os escombros. A investigação de Ai Weiwei acabou por levá-lo a confrontos com a polícia. So Sorry mostra o início da tensão entre Ai Weiwei e o governo chinês, até isso quase lhe custar a própria vida.


Subscrever E-Newsletter



 

BA

JA

mais

 

Encontre um Arquitecto
OA
OASRN OASRS HABITAR PORTUGAL IAP20 OAPIX CONHECER 1(-)1 CONGRESSO DOS ARQUITECTOS PORTAL DOS ARQUITECTOS
CAE CIALP DoCoMoMo FEPA UIA