agenda
-
Ensinar pelo Projecto. Call for papers
28.05.2012
O Centro de Estudos Sociais e o Departamento de Arquitetura da Faculdade de Ciências da Universidade de Coimbra organizam o Colóquio Internacional sobre o Ensino do Projeto de Arquitetura nos próximos dias 27 a 29 de Setembro.

Este colóquio tem como objetivo debater os caminhos que têm sido trilhados pelo primeiro e segundo ciclo de estudos, e perspetivar formas de melhoria desse ensino considerando quatro questões:

1. identificar os métodos de projeto e as experiências de ensino sobretudo de Projeto de Arquitetura;
2. definir o papel concreto que cada ano curricular da disciplina de Projeto, como disciplina de síntese de conteúdos, deverá ter em cada ciclo de estudos;
3. estabelecer algumas balizas conceptuais que permitam configurar as aptidões que no final de cada ciclo de ensino os alunos deverão ter;
4. refletir sobre a articulação entre os dois primeiros ciclos e a sua continuidade quer com a vida profissional quer com o 3º ciclo.

Call for papers
Convidam-se professores, investigadores e arquitetos interessados no ensino do projeto de Arquitetura a propor um artigo para um dos quatro temas do colóquio. Os artigos selecionados serão publicados nas atas do colóquio. Deste conjunto serão selecionados oito participantes para realizar uma comunicação numa das sessões do colóquio. As propostas de artigo podem ser submetidas em inglês ou em português.
Cada autor só poderá submeter uma proposta de artigo.
As propostas deverão ser submetidas no site do colóquio até ao dia 30 de junho
.
Os resultados serão comunicados até ao dia 15 de Julho. Nesta data serão também indicadas as propostas selecionadas para comunicação.


1. Programas e Temas
É através dos exercícios de projeto, que simulam uma realidade de prática de escritório, que a formação de um arquitecto se alcança; no entanto essa prática de projeto, que é processo de aprendizagem, é simultaneamente uma reflexão sobre a resposta a um determinado contexto ou necessidade.

2. Instrumentos e Composição
A condição de mediação do desenho (mediação no desenvolvimento de uma proposta projetual, da sua representação ou da sua comunicação) não retira a necessidade de forte investimento na sua aquisição instrumental: não apenas porque é necessário que o projeto traduza o mais fielmente possível uma determinada intenção, mas porque a prática de desenho permite a aquisição de capacidades específicas de observação, interioriza noções de escala, e permite, pelo carácter processual que lhe é próprio, aproximações sucessivas a um resultado.

3. Cruzamento disciplinar e Síntese
Aquilo que pode ser aprendido numa escola de arquitetura são um conjunto de instrumentos ou capacidades instrumentais, e um conjunto de estratégias para abordar problemas de complexidade crescente, fica ainda assim por resolver a questão do ensino da síntese projetual, e do cruzamento disciplinar nele implícito.

4. Investigação em Projeto
Um debate sobre estratégias de ensino e aprendizagem em Projeto, sobretudo no segundo ciclo de estudos, que considere a investigação em Projeto como inseparável das adequações de aprendizagem às mudanças culturais que se têm operado na sociedade, dos novos papeis que os arquitetos são chamados a prestar, ou ainda às alterações tecnológicas de suporte à produção da arquitetura.

Mais informação

Subscrever E-Newsletter



 

BA

JA

mais

 

Encontre um Arquitecto
OA
OASRN OASRS HABITAR PORTUGAL IAP20 OAPIX CONHECER 1(-)1 CONGRESSO DOS ARQUITECTOS PORTAL DOS ARQUITECTOS
CAE CIALP DoCoMoMo FEPA UIA