outras notícias
-
Há um atelier de arquitectura português entre os jovens gabinetes emergentes do mundo
13.07.2012
Há um gabinete português entre os 20 jovens atelieres de arquitectura emergentes a nível internacional. A nomeação é da Wallpaper* 2012 Architects Directory e destaca duas dezenas de gabinetes, todos de diferentes países e de seis continentes.

O gabinete lisboeta Brito.Rodriguez, escolhido pela revista britânica para representar a arquitectura portuguesa, abriu portas numa altura em que a crise começava a instalar-se em Portugal. Em 2008, Inês Martins de Brito e Gilberto Rodriguez trocaram São Francisco, onde trabalhavam, pela capital portuguesa.

Foi uma consequência dos ecos da arquitectura portuguesa que chegavam ao outro lado do oceano e não os deixavam indiferentes: “Acompanhávamos de perto o que se passava em Portugal e em Espanha e sentíamos que havia uma grande energia de jovens arquitectos aqui”, justifica Inês Martins de Brito.

Dessa forma – e motivados por um prémio com o qual tinham sido distinguidos em São Francisco, numa altura em que já concorriam a concursos juntos – ganharam coragem para abrir portas sozinhos.

A arquitectura emergente

Serem eleitos pela Wallpaper como os representantes da “arquitectura emergente e daquilo que se está a fazer em Portugal” foi, por isso, uma honra para a portuguesa Inês Martins de Brito e para o americano Gilberto Rodriguez, que, curiosamente, se cruzaram pela primeira vez num atelier em Espanha.

No directório de 2012 da revista britânica, destaca-se o mais recente trabalho da dupla: uma casa residencial, em Óbidos, um “minimalista e horizontal volume branco que cria um interessante diálogo com o verde da paisagem montanhosa”, lê-se no site.

O primeiro concurso ao qual concorreram juntos com o nome Brito.Rodriguez - o “Site Museum”, em Tulum, no México (que lhes valeu um 2º lugar) - é, até hoje, um marco que Inês Martins de Brito gosta de realçar.

Neste momento, a requalificação da envolvente de um Castelo em Buñol, Espanha, e um espaço que estão a desenhar para um cliente privado no Texas são os trabalhos que mais satisfação lhes dão.

Trabalhar no diálogo entre o “carácter e a identidade” do espaço e a relação deste com a obra são o pilar do trabalho de Inês e Gilberto. E a crise – mais instalada do que em 2008, quando abriram o atelier – não os abala: o trabalho chega ao gabinete em doses proporcionais ao pequeno tamanho da equipa.

Fonte: Jornal Público

Subscrever E-Newsletter



 

BA

JA

mais

 

Encontre um Arquitecto
OA
OASRN OASRS HABITAR PORTUGAL IAP20 OAPIX CONHECER 1(-)1 CONGRESSO DOS ARQUITECTOS PORTAL DOS ARQUITECTOS
CAE CIALP DoCoMoMo FEPA UIA