notícias da OA
-
-
Bienal de Veneza 2012
03.09.2012
até 25 de Novembro
Representação Oficial Portuguesa

A exposição que representa Portugal na 13.ª Mostra Internacional de Arquitetura da Bienal de Veneza tem como título "Lisbon Ground", da responsabiliade de uma embaixada de arquitectos que contribuíram para transformar Lisboa na cidade que é hoje.
Comissariada por Inês Lobo, a exposição mostra obras de Álvaro Siza Vieira, Eduardo Souto de Moura, Gonçalo Byrne, Carrilho da Graça e dos irmãos Aires Mateus.
O ponto de partida para as escolhas foi o incêndio no Chiado, no coração de Lisboa, em Agosto de 1988, numa zona da cidade que foi depois recuperada com um projecto de Siza Vieira.
Entre as escolhas da comissária para Veneza contam-se, além do trabalho de reconstrução do Chiado, o MUDE - Museu do Design, dos arquitectos Ricardo Carvalho e Joana Vilhena, o Museu dos Coches, coordenado pelo arquitecto brasileiro Paulo Mendes da Rocha, e o projecto do terminal de cruzeiros de Lisboa, de Carrilho da Graça.
Há ainda o estudo urbano para o Parque Mayer e Jardim Botânico, de Manuel e Francisco Aires Mateus, e a requalificação da Ribeira das Naus, dos arquitectos paisagistas João Nunes e João Gomes da Silva.
A 13ª Mostra Internacional de Arquitectura, Bienal de Veneza, realiza-se de 29 de Agosto a 25 de Novembro de 2012 e a representação portuguesa estará situada no edifício da Fundaco Marcelo, localizado junto do Grande Canal, entre a ponte do Rialto e a ponte da Academia, um espaço com entrada directa pelo Grande Canal, para quem pretende chegar de barco, e com outro acesso pela via pedonal.

Mais informação sobre a Bienal.

Exposição Lisbon Ground.


Atribuição do Leão de Ouro ao arquitecto Siza Vieira

Álvaro Siza Vieira recebeu o Leão de Ouro pela sua carreira na Bienal de Veneza. O nome de Álvaro Siza, apresentado pelo director artístico David Chipperfield, foi o escolhido pelo júri presidido pelo italiano Paolo Baratta. Em comunicado, o júri justifica o prémio com a carreira singular de Álvaro Siza, que recentemente viu três projectos seus entrarem para a colecção do Museu de Arte Moderna de Nova Iorque (MoMA).
“É difícil pensar num arquitecto contemporâneo que tenha mantido uma presença tão consistente na profissão como Álvaro Siza. Que esta presença seja mantida por um arquitecto que vive e trabalha na margem extrema atlântica da Europa só serve para enfatizar a sua autoridade e o seu estatuto”, lê-se no comunicado.

Mais informação.


Exposição “Álvaro Siza. Viagem Sem Programa”

Exposição de 53 desenhos escolhidos pelo próprio autor, da arquitectura e da vida.
São comissários Greta Ruffino and Raul Betti.
Entre 29 de Agosto e 11 de Novembro
Palazzo Querini Stampalia
Veneza


Sobre a Exposição.


Atelier Embaixada no BACKSTAGE ARCHITECTURE

Durante a vernissage da 13ª Exposição Internacional de Arquitectura na Biennale de Veneza, a Associação Italiana de Arquitectura e Crítica com a presS/Tfactory lançam uma proposta alternativa que pretende alargar o panorama dos jovens arquitectos em Itália, na europa e no Mundo, procurando novas promessas que possam emergir num futuro próximo. Para fazer um levantamento dos jovens arquitectos abaixo dos 35 anos, 57 projectistas do mesmo número de países são convidados a fazer um ponto de situação do panorama internacional actual. A EMBAIXADA foi convidada pelo crítico Ricardo Camacho, a estar presente neste evento, representando Portugal.

Mais informação.


Concurso [un]restricted

Concurso cujo primeiro prémio foi atribuído a uma equipa portuguesa terá as 13 propostas finalistas em exposição na Bienal de Veneza. Os arquitectos puderam apresentar as suas obras no dia da inauguração.

Informação sobre a proposta vencedora.


ateliermob vence Prémio Future Cities, Planning for the 90 per cent

Foram anunciados em Veneza os três premiados do Prémio Future Cities, Planning for the 90 per cent – ateliermob (Portugal), Secretariado de Habitação do Município de S. Paulo (Brasil) e Interazioni Urbane (Itália) – no decorrer da inauguração da exposição sobre o prémio que contou com mais de 100 participações provenientes de diversos países.
O ateliermob apresenta o trabalho “Working with the 99%”, no qual se defende um reposicionamento da prática de arquitectura como resposta urgente ao discurso que transmite a ideia de um país adiado e sem futuro. Como primeiro caso de estudo é apresentado o trabalho que o ateliermob se encontra a desenvolver no Bairro da Prodac em Lisboa, trabalhando com a comunidade local e a autarquia, para legalizar e detectar situações de risco neste bairro, auto-construido pelos moradores há mais de quarenta anos.
Este processo está a ser desenvolvido com as respectivas associações de moradores e, para a zona norte, conta com o apoio do BIP-ZIP – Bairros e Zonas de Intervenção prioritária de Lisboa.
A exposição, que terminou dia 1 de Setembro, em Veneza (Magazzino Gardini, Punta della Dogana), foi um dos eventos paralelos da Bienal Internacional de Arquitectura.

Fonte: ateliermob.



Subscrever E-Newsletter



 

BA

JA

mais

 

Encontre um Arquitecto
OA
OASRN OASRS HABITAR PORTUGAL IAP20 OAPIX CONHECER 1(-)1 CONGRESSO DOS ARQUITECTOS PORTAL DOS ARQUITECTOS
CAE CIALP DoCoMoMo FEPA UIA