agenda
-
A Carta de Atenas
31.10.2013
5 de Novembro
19h

“Acreditar na possibilidade de empreender um planeamento urbano unicamente com régua e esquadro apresenta hoje um valor poético que importa revisitar. Discutir as cidades que foram inspiradas por este documento internacional implica mencionar também os seus sucessivos críticos e seguidores. Um processo iniciado com a reconstrução europeia depois da II Guerra com o Manifesto de Doorn (1953), seguido do movimento Mars 1976, das Cartas de Aalborg (1994) e da nova Carta de Atenas do Conselho Europeu de Urbanistas (2003).

Falar da Carta de Atenas constitui um pretexto para abordar problemas eternos das cidades: da segregação social, das comunicações, das sustentabilidades ambiental, cultural, económica e social, da criação e da eliminação seletiva da memória coletiva e sobretudo do fim de uma certa ideia de progresso."
João Mascarenhas-Mateus


com Carmen Espegel Alonso (Universidade Politécnica de Madrid) e José António Bandeirinha (Universidade de Coimbra)
moderação João Mascarenhas-Mateus (CES - Universidade de Coimbra)

toda a informação

Subscrever E-Newsletter



 

BA

JA

mais

 

Encontre um Arquitecto
OA
OASRN OASRS HABITAR PORTUGAL IAP20 OAPIX CONHECER 1(-)1 CONGRESSO DOS ARQUITECTOS PORTAL DOS ARQUITECTOS
CAE CIALP DoCoMoMo FEPA UIA
Architects on business 2017