notícias da OA
-
Quem é quem no Conselho Directivo Nacional da OA
27.01.2014
No seu discurso de Tomada de Posse João Santa-Rita dizia tratar-se de ‘uma equipa muito diversificada na sua experiência e também do ponto de vista geracional e como tal também preparada para as acções tão diversas que se adivinham pela nossa frente.’
Mas afinal “quem é quem?” neste Conselho Directivo Nacional da Ordem dos Arquitectos?

João Santa-Rita
Presidente

Licenciou-se pela Escola Superior de Belas Artes de Lisboa em 1983.
Colaborou entre 1976 e 1986 com o Arquitecto José Santa-Rita e trabalhou com o Arquitecto Manuel Vicente em Macau entre 1986 e 1988. Em 1990 fundou com o Arquitecto José Santa-Rita o Atelier Santa-Rita Arquitectos. Em 2007 iniciou a sua actividade na Polónia em parceria com o Atelier Grupaplatforma dos Arquitectos Maciej Stepanski e Powel Bober.
Foi assistente e Professor Convidado em diversas Universidades.
Foi premiado em concursos nacionais e internacionais tendo recebido o 1º Prémio no Concurso Internacional para o Plano de Urbanização de Almada Nascente com WS Atkins e Richard Rogers Partnership. Foi também nomeado para o Prémio Mies Van der Rohe 2012.
Participou em diversos semanários e conferências e participou em exposições enquanto projectista mas também enquanto comissário, curador e mecenas.
Tem trabalhos publicados na Alemanha, Argentina, Chile, Espanha, Inglaterra, Itália, Holanda, Japão, e Portugal.

Pedro Belo Ravara
Vice-Presidente

Licenciado pela FAUTL em Junho de 1988, completou o Master of Architecture pela School of Architecture and Planning / state University of New York @ Buffalo em 1993. Doutorou-se na Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa, com a tese com o título A consolidação de uma prática: do edifício fabril em betão armado nos EUA (1897 a 1912) aos modelos europeus de modernidade (1912 a 1932).
Tem actividade profissional em sociedade com o Arqto. Nuno Vidigal, em Lisboa desde 1993. Tem obra construída nos Concelhos de Lisboa, Cascais, Évora, Sesimbra, Vila Franca e na cidade de Macau. Colaborou como arquitecto projectista no atelier do Arquitecto Manuel Vicente entre 1988 e 1991, no atelier do arquitecto Manuel Graça Dias entre 1987 e 1988 e pontualmente no de João Luís Carrilho da Graça (1987). Foi distinguido em alguns concursos de arquitectura nacionais e internacionais e tem sido mencionado em publicações de arquitectura nacionais e internacionais. Responsável entre outros projectos pelos Planos de Pormenor para a Zona Histórica de Olhão, Praias Equipadas da Costa de Caparica e para a Praia de Faro.
Professor Auxiliar na faculdade de Arquitectura da Universidade de Lisboa, onde lecciona desde 1998.

Marco Roque Antunes
Secretário 

Formou-se em arquitectura pela FAUTL em 2001.
Iniciou a sua actividade profissional como colaborador do atelier ARX Portugal.
Assumiu em 2006 o papel de Coordenador de Projectos expositivos da 1ª edição da Trienal de Arquitectura de Lisboa – “Vazios Urbanos”. Responsável pela coordenação dos projectos expositivos dessa 1ª edição, assume a coordenação expositiva, pela Trienal de Arquitectura de Lisboa, conjuntamente com a Direcção-Geral das Artes, pela representação oficial  portuguesa na 7ª Bienal de Arquitectura de São Paulo, com comissariado de Jorge Figueira e Nuno Grande.
Em 2009 é convidado a desempenhar o papel de Coordenador Executivo da 2ª edição da Trienal de Arquitectura de Lisboa – “Falemos de Casas”, com Curadoria Geral de Delfim Sardo. 
Presentemente, e desde 2011, ocupa o cargo de Secretário-Geral do Conselho Directivo Nacional da Ordem dos Arquitectos, tendo a seu cargo o Pelouro da Comunicação.


Rafael Pereira
Tesoureiro

Licenciado em arquitectura pela FAUTL, em 1990. Exerce a sua actividade profissional como projectista desde 1990 e é autor ou co-autor de inúmeros projectos de Arquitectura e Planeamento Urbano nas áreas do urbanismo, equipamentos de saúde, turismo, indústria, serviços e residencial.
Especializou-se em Project Management, Auditoria e Verificação da Qualidade de Projecto desde 2004.
Em 2010 funda, com a arquitecta Sílvia Leiria Viegas, a Metapolis – Arquitectura e Planeamento Urbano, vocacionada para a área de Projecto, Gestão e Consultoria.
Foi tesoureiro do Conselho Directivo Regional Norte da Ordem dos Arquitectos nos mandatos de 1998/2001, 2004/2007 e 2007/2010 e do Conselho Directivo Nacional da Ordem dos Arquitectos no mandato 2011/2013. É actualmente tesoureiro do Conselho Directivo Nacional da Ordem dos Arquitectos para o mandato 2014/2016.
É formador certificado (CAP) nas temáticas de Gestão de Projecto, Marketing na Arquitectura, Revisão de Projecto, Verificação da Qualidade no Projecto e Honorários.

Claudio Sat
Licenciou-se em 1989 pela FAU (Faculdade de Arquitectura e Urbanismo de Córdoba, Argentina) e continuou os seus estudos no IUAV (Instituto de Arquitectura de Veneza, Itália) frequentando os cursos de Vittorio Gregotti, Aldo Rossi e Giorgio Lombardi ao mesmo tempo que trabalhava no Atelier de Gino Valle (1992-1994).
Em 1995 obteve uma bolsa do IUAV para seguir o desenvolvimento da Expo’98 de Lisboa participando também nesse projecto no Atelier Utopos Lda (1995-1998). Exercendo como profissional liberal desde 1998, formou em 2004 a empresa Claudio Sat Unipessoal, Lda dedicada ao projecto, construção e manutenção de obras e espaços comerciais bem como à divulgação da arquitectura através da edição de livros e exposições.
Foi professor assistente de Arquitectura II e IV na FAU, e de Desenho Urbano no Curso de Arquitectura de Interiores da FAUTL.
É com um sentimento de orgulho de sentir-se já um “arquitecto português” que assume o novo cargo de Vogal do CDN da Ordem dos Arquitectos.

Jorge Bonito Santos
Licenciado em Arquitectura em 1989 e pós-graduado em “Arquitectura da Habitação” em 1997, ambas na FAUTL. Desde 1990 desempenha funções de arquitecto na Câmara Municipal da Moita, tendo chefiado as Divisões de Planeamento e de Gestão Urbanística. Entre 2008/2012 foi chefe de projecto na Parque EXPO.
No âmbito da OA desenvolveu já diversas actividades: foi membro da Delegação da OA à Assembleia Geral do Conselho dos Arquitectos da Europa entre 2008/2010, representante no Conselho Consultivo do Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana nas mesmas datas, representante no Grupo de Trabalho do MAOT para a criação de uma PNAP em Portugal entre 2008/2011 e representante da OA nas Assembleias Gerais da Ad Urbem e do FEPA entre 2008 e o presente ano. É coordenador da Comissão de Trabalho "Política Pública de Arquitectura", sendo representante da OA na Comissão Redactora da Política Nacional de Arquitectura e Paisagem para Portugal. Desde este ano assume também funções de Vice-Presidente do Fórum Europeu para as Políticas de Arquitectura.
Recebeu o Prémio IHRU 2013 pelo trabalho Área de Reabilitação Urbana para a ALTA da cidade de Coimbra.

José Barra
Licenciou-se em Arquitectura pela FAUTL em1989. Fez uma pós-graduação em "Patologia, reabilitação e manutenção de estruturas e edifícios" pelo A.D.I.S.T.- Instituto Superior Técnico em 1990.
Colaborou no atelier do Arq. Manuel Graça Dias e Arq. Egas José Vieira em 1989 e no atelier do Arq. Gonçalo Byrne entre 1991 e 2002.
Em 2001 funda a G/F Arquitectos Associados em 2001 e em 2008 a BBarquitectos.
Foi membro do Conselho Directivo Regional Sul entre 2008 e 2010 e membro suplente do Conselho Directivo Nacional entre 2011 e 2013.

Paulo Serôdio Lopes
Licenciado em Arquitectura pela FAUTL, em 1998, e especializado em Construção pelo Instituto Superior Técnico da Universidade Técnica de Lisboa, IST, em 2007. Actualmente encontra-se a frequentar um mestrado no Colégio das Artes da Universidade de Coimbra.
Foi director e editor, entre 1999 e 2004, da Revista Prototypo, de Arquitectura, Artes Plásticas e Design.
É sócio-fundador do atelier Orgânica - Arquitectura, Lda.
É também Professor Auxiliar Convidado, no Departamento de Arquitectura da Universidade Autónoma de Lisboa (DAUAL) desde 2002.

Vítor Carvalho Araújo
Arquitecto pela Escola Superior de Belas Artes de Lisboa, 1982. Foi docente da Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa (1983/1993). Doutor em Arquitectura pelo Instituto Superior Técnico, onde lecciona na áera de Projecto, desde 1996.
Desenvolve actividade profissional em gabinete próprio – Vítor Carvalho Araújo_Arquitetos, que fundou em 1989 – com projectos e obras em curso nas áreas de Desenho Urbano, Equipamentos Públicos (saúde e ensino), Habitação Colectiva, Habitação Individual, Turismo, Reabilitação, Comércio e Escritórios. Foi distinguido com o Prémio AIP de Arquitectura (Projecto de Habitação Colectiva, Porto, 2006).
Entre 1998 e 2004 colaborou no Programa de Apoio à Rede de Arquivos Municipais como Assessor Técnico do Ministério da Cultura. É autor de Arquitectura e Tecnologia Digital: (trans)formações evolucionárias, Lisboa, 2003 e de Edifícios de arquivo. Concepção e Projecto - Permanências e mutações , Lisboa, 2012.
Foi Presidente do Conselho Nacional de Admissão da Ordem dos Arquitectos e integrou o Conselho Consultivo da Agência para a Avaliação e Acreditação do Ensino Superior, A3ES (2008/2013). Desde 2009, é representante de OA na European Network of Architects' Competent Authorities, ENACA e membro do Group for the Recognition of Architecture Diplomas, da Comissão Europeia.


Maria do Carmo Caldeira 
suplente

Licenciou-se em arquitectura pela Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa.
Iniciou a sua experiência profissional no atelier Broadway Malyan, seguindo-se a PMC Arquitectos.
Em 2008 foi co-fundadora do colectivo blaanc borderless architecture onde trabalha desde então e que se encontra sedeado em Lisboa e no Rio de Janeiro. Depois de ter ganho dois prémios internacionais, o trabalho do atelier divide-se entre Portugal, Brasil, México e Gana e inclui conferências internacionais, exposições e mais de setenta publicações desde o Brasil à India, EUA ou Suécia.
A blaanc ambiciona que o seu trabalho seja cada vez mais dedicado à sustentabilidade e a projectos que visam melhorar as condições de habitação.
Em 2011, foi também co-fundadora da associação sem fins lucrativos Adobe for Women, da qual é Presidente da Assembleia Geral e cujo trabalho assenta em três vertentes fundamentais: a Construção, a Sustentabilidade e a Capacitação. A Adobe for Women procura construir sustentavelmente para aqueles que mais precisam, assegurando o desenvolvimento de técnicas de construção úteis para o dia-a-dia e para o futuro económico dessas pessoas.

Patrícia Gonçalves Costa
suplente

Ingressou na FAUTL em 1992 e inscreveu-se na Ordem dos Arquitectos em 1999. A componente artística foi valorizada pela prática continuada de ballet clássico e mais tarde de uma arte marcial.
A profissão iniciou-se em gabinetes de arquitetura, acompanhada pela frequência do curso de canto na Academia de Amadores de Música. Em 2004, ingressou na Função Pública, Câmara Municipal de Oeiras, para desempenhar funções de técnica superior de arquitectura.
O interesse em aprofundar as matérias da arquitectura levou, em 2009, à inscrição no curso de Doutoramento da FAUTL, na especialidade de Tecnologia e Gestão da Construção. Concluída a parte curricular, aguarda-se a marcação da prova. A investigação dedicou-se à problemática da qualidade na obra arquitetónica e desenvolveu um esforço para enunciar indicadores que nos conduzam à realização de arquitectura com qualidade.






Subscrever E-Newsletter



 

BA

JA

mais

 

Encontre um Arquitecto
OA
OASRN OASRS HABITAR PORTUGAL IAP20 OAPIX CONHECER 1(-)1 CONGRESSO DOS ARQUITECTOS PORTAL DOS ARQUITECTOS
CAE CIALP DoCoMoMo FEPA UIA
Architects on business 2017