agenda
-
Colóquio sobre Arquitectura no Cinema
18.03.2014
4 de Abril de 2014, na Casa Rural Quinhentista, Pampilhosa - Mealhada.
Além das conferências, serão exibidas as curtas-metragens vencedoras da primeira edição do Lisboa Arquiteturas Film Festival.

PROGRAMA

10.00 – "A CONSTRUÇÃO DA REPUTAÇÃO FÍLMICA INTERNACIONAL DE CIDADES: DOCUMENTÁRIOS E INDÚSTRIA" Prof. Doutor João Mascarenhas Mateus Universidade de Coimbra)

10.20 - "DOS ESPAÇOS À CONSTRUÇÃO DAS IMAGENS" Prof. Doutor José Pedreirinho (EUAC)

10.40 – APRESENTAÇÃO DO ARQUITETURAS FILM FESTIVAL Dr.ª Inês Monteiro

11.00 – Debate
11.20 – Pausa
11.35 – Exibição Small & Smart Series (Best Internacional Short Film Fiction, Arquiteturas Film Festival 2013)
Duração: 29 minutos e 41 segundos
12.05 – Exibição Panorama (Best Nacional Short Film Fictionl, Arquiteturas Film Festival) Duração: 21 minutos e 7 segundos
12.25 - Exibição Why don’t we change? (Best Nacional Short Film Experimental, Arquiteturas Film Festival )
Duração: 17 minutos e 37 segundos
12.45 – Encerramento da Sessão da Manhã

14.00 – “PAISAGENS SENSORIAIS DA ARQUITECTURA NO CINEMA” Graça P. Côrrea

14.20 – “LEARNING FROM CINEMA” Dr. Diogo Carrola Morato

14.40 – Debate
15.00 – Pausa

15.10 – Exibição 5040 (New Talent Prize, Arquiteturas Film Festival 2013)
Duração: 8 minutos e 58 segundos

15.20 – Exibição That which is unseen (Best Internacional Short Film Experimental, Arquiteturas Film Festival)
Duração: 4 minutos e 56 segundos

15.25 – Exibição Herzog De Meuron Park Avenue Armory (Best Internacional Short Film Experimental, Arquiteturas Film Festival)
Duração: 5 minutos e 47 segundos

15.30 – Exibição La Madre El Figlio e L’ Architetto (Best Internacional Short Film Documentary, Arquiteturas Film Festival )
Duração: 16 minutos e 10 segundos

Breve biografia dos convidados:

JOÃO MASCARENHAS MATEUS
Investigador do Núcleo de Cidades, Culturas e Arquitectura do Centro de
Estudos Sociais da Universidade de Coimbra.
Depois da licenciatura em Engenharia Civil no IST, fez o Mestrado em
Ciências da Arquitectura na Katholieke Universiteit Leuven, Bélgica
onde trabalhou como assistente de investigação (1993-1995).
Perito da Direcção de Cultura da CE entre 1993 e 1998 para avaliação
de projectos de Salvaguarda do Património Cultural. Realizou na
Universidade La Sapienza de Roma, Itália a investigação de
doutoramento sobre a utilização de técnicas tradicionais de
construção de edifícios.
Doutorado em Engenharia Civil pelo IST (2001).
Em Roma, projectou e dirigiu os trabalhos de conservação do Instituto
Português e do Pontifício Colégio Português. "Cultore della materia"
na Faculdade de Arquitectura Valle Giulia da Univ. La Sapienza de Roma
(2002-2004).
Foi coordenador técnico da candidatura da Baixa Pombalina à Lista do
Património Mundial (2003-2006).
Organizou em 2010 a Primeira Conferência sobre História da
Construção em Portugal.
Co-organizou vários simpósios internacionais sobre Cinema no CES,
entre os quais "Cinema e Cidades" em 2010 e é membro do conselho
científico da Revista Metakinema- Cine e Historia. Autor de várias
publicações sobre Cinema e História Urbana, entre os quais um texto
que integra o livro "Ciudades Europeas en el Cine", publicado em Madrid
pela Akal, em 2013.

JOSÉ MANUEL PEDREIRINHO
Arquitecto pela ESBAL (1976), doutorado (PhD) pela Universidade de
Sevilha em 2011.
Actividade em gabinete próprio desde 1980, autor de diversos livros e
com colaboração regular em revistas.
Docente nas áreas da história, teoria e projecto de arquitectura desde
1987 em Universidades em Lisboa, Porto, Famalicão e Coimbra. Director
do curso de arquitectura (desde 1997) e da EUAC, Coimbra, desde 2012.

INÊS MONTEIRO (1976)
Arquitecta, vive em Lisboa, e neste momento está a desenvolver a tese
de doutoramento que pretende focar-se na representação da arquitectura
com imagens em movimento.

GRAÇA P. CORRÊA
Doutorada pelo Graduate Center da City University of New York, onde
obteve o Ph.D. em Theatre & Film Studies, tendo anteriormente realizado
um Mestrado em Encenação no Emerson College em Boston, EUA, a
licenciatura em Arquitectura na Faculdade de Arquitectura-Universidade
Técnica de Lisboa, e o curso de Teatro na ESTC.
Foi bolseira Fulbright, da Fundação Calouste Gulbenkian, da Fundação
para a Ciência e a Tecnologia e da Eurocréation-Paris; e recebeu
prémios de mérito académico por parte do Louisa Woods Memorial Fund e
do Vera Mowry Roberts Theatre Fund, ambos nos EUA.
Desde 1991 tem desenvolvido a actividade profissional de encenação e
de direcção de actores no teatro, cinema e ficção televisiva; é
autora de peças de teatro e tradutora de várias obras dramáticas,
muitas das quais foram publicadas e/ou produzidas em Portugal e nos EUA.

Enquanto investigadora publicou o livro Sensory Landscapes in Harold
Pinter: A Study on Ecocriticism and Symbolist Aesthetics (Saarbrücken,
Alemanha: LAP Academic Publishing, 2011), capítulos de livros sobre
Arte e Ciência em Diálogo (Lisboa: Grácio ed., 2013), Arquitectura e
Ficção (Once Upon a Place, Lisboa: Caleidoscópio 2013), bem como
artigos sobre Ecocrítica, Teoria e Estética do Simbolismo e do
Gótico-Romantismo no Teatro e em Cinema, Fenomenologia da Arte,
Dramaturgia e Cenografia.

Diogo Carrola Morato nasceu em Coimbra em 1982. Licenciou-se em Arquitectura pelo Departamento de Arquitectura da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (DARQ), em 2008, com a prova final “2modos.7filmes - dégradé da narrativa cinematográfica às cenografias do urbano”. É, actualmente, doutorando em Arquitectura no mesmo departamento, em Cultura Arquitectónica e Urbana, e desenvolve a tese sob o tema genérico a Cidade e o Cinema com o título “Learning from Cinema. Da Cidade e da Explosão no Espaço no século XX”."



Subscrever E-Newsletter



 

BA

JA

mais

 

Encontre um Arquitecto
OA
OASRN OASRS HABITAR PORTUGAL IAP20 OAPIX CONHECER 1(-)1 CONGRESSO DOS ARQUITECTOS PORTAL DOS ARQUITECTOS
CAE CIALP DoCoMoMo FEPA UIA
CARMO