agenda
-
Selecção Indie Lisboa . arquitectura
22.04.2014
O IndieLisboa, festival de cinema internacional e generalista que decorre anualmente em Lisboa, vai ter lugar de 24 de Abril a 4 de Maio e conta, na sua vasta programação, com um conjunto de propostas interessantes para os amantes do urbanismo e da arquitectura.

À imagem do que sucedeu em edições anteriores, também esta 11ª edição disponibiliza uma modalidade de desconto para grupos de 10 ou mais estudantes, com marcação prévia (até dois dias antes da sessão), com bilhetes a 2,50 euros - saiba mais aqui.

Algumas destas sessões serão seguidas de um período de perguntas e respostas sempre que possível, com a presença do(a) realizador(a).

Eis algumas sugestões para arquitectos e estudantes de arquitectura avançadas pela organização do Festival:


Geographie humaine/Human Geography
Claire Simon, França, doc., 2013, 101' | Pulsar do Mundo / Herói Independente
29 de Abril, 21H30, Cinema City Campo Pequeno 1 1 de Maio, 21H30, Cinema City - Campo Pequeno 1

Um retrato documental da Gare du Nord. Incontáveis pessoas atravessam a estação, vindas
dos subúrbios de Paris, da província francesa ou mesmo do estrangeiro. Esta é uma lenta viagem em que nunca saímos da Gare du Nord. Vamos acompanhados por Simon Mérabet, de origem
argelina, e proveniente do sul da França. Encontros rápidos em que cada pessoa, minutos antes de partir no próximo comboio e com ele desaparecer, nos fala um pouco da sua vida. De repente, a multidão de viajantes ganha vida pela forma como nos revelam as suas histórias, uma e depois outra, à medida que a globalização forja destinos subjugados pela geografia e pela economia... O filme, como um livro, junta o que cada um escreve nele: as suas últimas palavras antes de partirem. E, na passagem, Simon recorda que é filha de imigrantes.


Sobre la Marxa/The Creator of the Jungle
Jordi Morató, Espanha, doc., 2014, 77' | Cinema Emergente
- 29 de Abril, 19H00, Cinema City Campo Pequeno 1

Sobre la Marxa é a primeira longa metragem de Jordi Morató, agente revelador da maravilhosa
história de Garrell, o "Tarzan de Arguelaguer". Durante 45 anos, nesta aldeia catalã, Garrell construiu (e destruiu) uma espectacular cidade na selva com as suas próprias mãos, usando apenas matéria recolhida na floresta. Uma labiríntica construção de assombrosas estruturas que só poderia provir da imaginação de uma mente idealista. Casas nas árvores, pontes, passagens secretas, torres, uma miríade de estruturas saídas de um conto de fadas. Todo o idealismo de Garrell cai por terra quando o mundo descobre a sua criação e se vê confrontado com o egoísmo dos humanos. Os invasores, a quem nunca impediu a entrada (pois a sua floresta a todos pertence), corromperam a intenção original, fazendo com que queimasse tudo o que tinha construído. Mas a sua obsessão não terminou nesse ponto. Garrell continuará a construir e destruir, pois o importante é isso mesmo, viver "sobre la marxa", continuar.
(Mafalda Melo)

The Airstrip – Aufbruch der Moderne, Teil III/The Airstrip – Decampment of Modernism, Part III
Heinz Emigholz, Alemanha, doc., 2014, 108' | Observatório

1 de Maio, 19H15, Culturgest Pequeno Auditório

3 de Maio, 19H15, Culturgest - Pequeno Auditório

Heinz Emigholz é provavelmente o cineasta que mais se tem debruçado sobre o tema da arquitectura, com o seu longo projecto intitulado Photography and Beyound series, do qual o filme The Airstrip faz parte. Uma viagem que começa em Berlim e que, escapando a uma ordem cronológica, se estende a outras cidades do mundo – Paris, Roma, Bolonha, Madrid, Buenos Aires, Brasília, Cidade do México, San Francisco, Tóquio... Aeroportos, auto-estradas e paragens de autocarro; grandes armazéns e mercados; igrejas, catedrais, esculturas, monumentos são algumas das construções que Emigholz nos mostra em imagens que abrem caminho para uma nova expressão da relação do cinema com a arquitectura.
(Catarina Cabral)

Sessão Pulsar do Mundo Curtas 2

Esta sessão da secção Pulsar do Mundo tem por tema a política da imagem e do espaço social. Será convidada uma personalidade para apresentar estas sessões de modo a incitar à reflexão e à criação de um debate entre o público presente em sala.

30 de Abril, 16H15, São Jorge 3

Village modele/Model Village
Hayoun Kwon, França, doc., 2014, 10'

Kijong-dong é uma bela vila Norte Coreana poisada nos vales próximos do paralelo 38. Kijong-dong não existe, é uma concha vazia, uma imagem de propaganda. Alguns edifícios têm apenas portas e janelas pintadas. Viajamos por um modelo desta vila modelo, um passeio à falsidade. Uma imitação de vida criada de sons, jogos de luzes e uma exploração da uma estrutura totalitária no mundo. (K.S.)

Em Trânsito/Transit
Marcelo Pedroso, Brasil, fic., 2013, 18'

Crop
Johanna Domke, Marouan Omara, Alemanha, doc., 2013, 49'
Inteiramente filmado no edifício do jornal Al- Ahram, o maior jornal do Egipto, um fotojornalista conta-nos a sua história no mundo da fotografia oficial até à revolução, evento ao qual não pôde assistir por estar internado no hospital. De Nasser a Mubarak, passando por Sadat, a maneira de retratar o país e o seu líder evoluiu. Os corredores, as salas, os elevadores sucedem-se num jogo de repetição de formas e sons que nos fazem mergulhar na construção da imagem, na sua
utilização e no poder que ela esconde. (M.C.)

La voce di Berlinguer/The Voice of Berlinguer
Mario Sesti, Teho Teardo, Itália, doc., 2013, 20'

Tudo sobre o Festival em http://indielisboa.com/indie/




Subscrever E-Newsletter



 

BA

JA

mais

 

Encontre um Arquitecto
OA
OASRN OASRS HABITAR PORTUGAL IAP20 OAPIX CONHECER 1(-)1 CONGRESSO DOS ARQUITECTOS PORTAL DOS ARQUITECTOS
CAE CIALP DoCoMoMo FEPA UIA
CARMO