agenda
-
Espaços Comuns
21.01.2015
Universidade Lusófona do Porto

Marcus Vitruvius Pollio , Arquitecto Romano que viveu no Séc.I a.C., escreveu um tratado a que chamou ‘de Architetura’, e sob os conceitos de ‘Utilitas’, ‘Venustas’ e ‘Firmitas’ (Utilidade, Beleza e Estabilidade) lançou as bases da Arquitectura clássica.

Partindo do princípio de que ‘a Arquitectura é uma ciência que surge através de muitas outras ciências, e é adornada com muita e variada aprendizagem’ este tratado diz-nos que a ‘Prática e a Teoria são seus parentes’ e que um ‘Arquitecto deverá ser engenhoso, e apto na aquisição de conhecimento. Sendo deficiente em qualquer uma destas qualidades, não poderá ser um Mestre perfeito. Deverá ser um bom escritor, hábil no desenho, versado em óptica e geometria, conhecedor de história, informado nos princípios da Filosofia Natural e Moral, ter um pouco de músico, não ignorar as ciências da lei e da Física, nem as dos movimentos, as Leis dos corpos celestiais e a relação entre elas.’

No sentido de manter vivos os seus ensinamentos - de uma actualidade a toda a prova - e contribuir para a formação teórica dos nossos (e de outros) alunos, o Curso de Arquitectura da Universidade Lusófona do Porto vem apresentar um ciclo de conferências a ter início em Janeiro de 2015, onde 6 convidados de diferentes áreas científicas e artísticas irão, uma vez por mês, partilhar o seu conhecimento.

Teremos oportunidade de ouvir figuras reconhecidas na área da medicina, das ciências humanas, da literatura, da música, de direito e da política, que pensam e actuam no espaço, assim como os Arquitectos. É conhecendo os diferentes modos de pensar de cada um dos convidados em relação à sua arte, que poderemos ampliar e dominar o nosso próprio espaço de acção.

A multidisciplinariedade das diversas apresentações será sem dúvida um factor de reflexão e, citando de novo Vitrúvio, ‘uma vez que esta arte é fundada e adornada por ciências tão diversas, sou da opinião que aqueles que, desde a juventude, não iniciaram uma escalada gradual até ao cume, não podem, sem presunção, chamar-se Mestres da mesma.’


Próximas conferências

11 FEV. Pedro Bacelar de Vasconcelos
11 MAR. Miguel Araújo
8 ABR. Júlio Machado Vaz
13 MAI. Joel Cleto
3 JUN. Rui Moreira




Subscrever E-Newsletter



 

BA

JA

mais

 

Encontre um Arquitecto
OA
OASRN OASRS HABITAR PORTUGAL IAP20 OAPIX CONHECER 1(-)1 CONGRESSO DOS ARQUITECTOS PORTAL DOS ARQUITECTOS
CAE CIALP DoCoMoMo FEPA UIA
CINChromaGuide