agenda
-
Conferência "O Resto é Paisagem" no Funchal
08.10.2015
31 de Outubro
14h
Teatro Municipal Baltazar Dias (Av. Arriaga)
Funchal

A Delegação da Madeira da Ordem dos Arquitectos organiza, no dia 31 de Outubro a partir das 14h, a Conferência “O Resto é Paisagem” no Teatro Municipal Baltazar Dias (Av. Arriaga) no Funchal.

O encontro, que conta com a participação de Teresa Andresen, Juan Manuel Palerm, João Queiroz e Pedro Maurício Borges, constitui-se ainda como formação validada pela Secretaria Regional de Educação.


Programa

14h Acreditação

14h30 Sessão de Abertura com Presidente da OASRS, Arqtº Rui Alexandre e Presidente da Delegação da Madeira da OA, Arqtº Rui Campos Matos

15h Teresa Andresen: “Paisagem Cultural” versus “Paisagem do quotidiano”

15h30 Juan Manuel Palerm: “Paisaje y Conflicto”

16h Coffee Break

16h20 João Queiroz: “Paisagem – o exercício de ver”

16h50 Pedro Maurício Borges: "For utility and for effect, a paisagem da ilha de S. Miguel,

Açores"

17h20 Debate/Fecho


Os bilhetes para a conferência custam 10 euros para o público em geral e 5 euros para estudantes e arquitectos e podem ser adquiridos no Teatro Municipal Baltazar Dias ou através do email teatro.municipal@cm-funchal.pt.

É necessária a inscrição prévia através do seguinte formulário.


Biografias dos Oradores


Teresa Andresen

É arquitecta paisagista e engenheira agrónoma licenciada pelo Instituto Superior de Agronomia (1982) tendo obtido o grau de mestre em Arquitetura Paisagista na Universidade de Massachusetts (EUA), em 1984, e o grau de doutor em Ciência Aplicadas ao Ambiente pela Universidade de Aveiro, em 1992.

Atualmente exerce atividade de consultoria como profissional liberal. É membro do Conselho Nacional do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e perita de Portugal na Comissão Permanente do Património Mundial da UNESCO.

Lecionou no ensino superior durante 30 anos, tendo iniciado a carreira docente no Instituto Superior de Agronomia em Arquitetura Paisagista e, a partir de 1987, na Universidade de Aveiro em Planeamento Regional e Urbano.

Entre os seus projetos de investigação e de prestação de serviços à comunidade destaca-se a Proposta de uma Rede de Parques Metropolitanos para a Área Metropolitana do Porto (Área Metropolitana do Porto, 2009) e a Estrutura Regional de Proteção e Valorização Ambiental, no âmbito do Plano Regional de Ordenamento do Território (Comissão de Coordenação de Desenvolvimento Regional do Norte, 2008). Entre 2007 e 2014 foi diretora do Jardim Botânico do Porto e entre 2007 e 2009 exerceu funções de Direcção do Parque da Fundação de Serralves.

Foi Presidente da European Foundation for Landscape Architecture (2004 – 2007), Vice-Presidente da Federação Internacional dos Arquitectos Paisagistas (2007) e Membro do Conselho Científico da Agência Europeia de Ambiente (2002 – 2008). Foi Presidente do Instituto da Conservação da Natureza entre 1996 e 1998.

Juan Manuel Palerm

É professor catedrático de Projectos Arquitectónicos na Escola de Arquitectura da Universidade de Las Palmas de Gran Canária, é Visiting-Professir e investigador pela Universidade IUAV de Veneza. Presidente da UNISCAPE. Director da II e III Bienal de Arquitectura, Arte e Paisagem de Canárias, assim como do Observatório da Paisagem das Canárias. Fundador e Director com Leopoldo Tababres de Nava y Marin do atelier de arquitectura “Palerm & Tabares de Nava, arquitectos”.

Palerm & Tabares de Nava desenvolvem projectos no âmbito da arquitectura, urbanismo, ambiente e paisagem, tendo também participado em concursos, exposições e publicações, com especial incidência sobre os aspectos relativos ao local e território, questões que a arquitectura deve responder combinando a paisagem, a natureza, os elementos urbanos, morfológicos, a função e a linguagem arquitectónica que se propõe na cidade e no território. A relação Projecto-Cidade / Território-Paisagem, aparecem nas suas reflexões sobre arquitectura.

A sua actividade profissional concentra-se fundamentalmente no Arquipélago das Canárias, tendo nos últimos anos realizado trabalhos na América, Argentina, Costa Rica, México e na Europa. O seus projectos têm recebido prémios e reconhecimento internacional sendo amplamente publicados, das quais se destacam, a Fundación Cesar Manriqur em Lanzarote, a Biblioteca de Las Palmas de Gran Canaria e o Parque García Sanabria.

Pedro Maurício Borges

Licenciado em Arquitectura pela Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa em 1986.

Docente no Departamento de Arquitectura da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra desde 1991,nas cadeiras de Projecto I, II e III.

Doutorado pela Universidade de Coimbra em Arquitectura, na especialidade de História e Teoria da Arquitectura, em 2008, com a dissertação “O desenho do território e a construção da paisagem na ilha de S. Miguel, Açores, na segunda metade do século XIX, através de um dos seus protagonistas”.

Inicia a actividade profissional na Divisão de Habitação da Secretaria Regional do Equipamento Social, em S. Miguel, Açores, 1986/1988.

Atelier próprio em Lisboa, desde1993.

Prémio Revelação ‘ex-aequo’ dos Prémios Nacionais de Arquitectura - Primeiras Obras, com pavilhão para a Feira Açores, S.Miguel, em 1988.

Prémio Secil 2002 com a casa Pacheco de Melo, S. Vicente Ferreira, S. Miguel, Açores.

Integra a representação portuguesa à Bienal de Arquitectura de S. Paulo com o projecto de uma Escola do Ensino Básico para o Cacheu, Guiné-Bissau, em 2009.

João Queiroz

Vive e trabalha em Lisboa. Começou a expor pintura e desenho na primeira metade dos anos 80, enquanto estudava Filosofia na Universidade de Lisboa. Foi docente de Desenho, Pintura e Teoria de Arte no Ar.Co (1989-2001). Prémio de Desenho EDP, 2000. Prémio da Associação Internacional de Críticos de Arte (AICA) 2011.

+ info


Subscrever E-Newsletter



 

BA

JA

mais

 

Encontre um Arquitecto
OA
OASRN OASRS HABITAR PORTUGAL IAP20 OAPIX CONHECER 1(-)1 CONGRESSO DOS ARQUITECTOS PORTAL DOS ARQUITECTOS
CAE CIALP DoCoMoMo FEPA UIA
HOMEING