outros prémios nacionais
-
Prémio Nacional de Reabilitação Urbana 2018 premeia os melhores projectos
13.05.2018
Já são conhecidos os melhores projectos de reabilitação urbana de 2018, anunciados a 9 de Maio, em Braga.

Lisboa, Porto, Matosinhos, Marco de Canaveses e Arouca foram os concelhos premiados este ano nas várias categorias a concurso. Os melhores projectos de habitação, serviços e comércio, turismo, restauro e reabilitação estrutural situam-se na cidade de Lisboa, que recebe ainda, ex-aequeo com Matosinhos, o prémio na categoria de impacto social. Foram ainda distinguidos os melhores projectos quer no contexto específico de Lisboa quer no do Porto. Para Marco de Canaveses vai a distinção para a melhor reabilitação com menos de 1.000 m2, enquanto que para Arouca segue o prémio para a melhor solução de eficiência energética.

António Gil Machado, director da Vida Imobiliária, entidade coorganizadora do Prémio Nacional de Reabilitação Urbana com a Promevi, nota que «é com muita satisfação que congratulamos os vencedores do Prémio Nacional de Reabilitação Urbana e agradecemos também a todos os candidatos nesta nova edição. São estes projectos que fazem as nossas cidades mais bonitas, mais vivas e mais produtivas».

E completa que «este Prémio volta a ser um verdadeiro reflexo da capacidade de contágio e pulverização que a reabilitação urbana atingiu. Concorreram este ano projectos de mais de 20 concelhos de todo o país, intervenções de pequena dimensão, mas também com grande escala, e todo o tipo de projectos, desde moradias particulares a grandes condomínios, hotéis, escritórios, igrejas, museus ou escolas».

Lista dos vencedores da edição de 2018 por categorias:

Categoria Residencial
República 37 (Lisboa) - Frederico Valsassina Arquitectos

Categoria Impacto Social (ex-aequeo)
Real Vinícola (Matosinhos) - Arquitecto Guilherme Machado Vaz
Escola Básica Maria Barroso (Lisboa)

Categoria Comercial & Serviços
Sede Abreu Advogados (Lisboa) - Openbook Architecture

Categoria Reabilitação Urbana – Turismo
Verride Palácio Santa Catarina (Lisboa) - arquitecta Teresa Nunes da Ponte

Categoria Cidade de Lisboa
República 37 - Frederico Valsassina Arquitectos

Categoria Cidade do Porto
Albergues Nocturnos do Porto - Arquitectos Nuno Valentim, Frederico Eça e Margarida Carvalho

Categoria Intervenção inferior a 1.000 m2
Quinta de Catapeixe (freguesia de Bem Viver, Marco de Canaveses)

Categoria Restauro
Quinta Alegre (Lisboa)

Categoria Reabilitação Estrutural
República 37 (Lisboa) - Frederico Valsassina Arquitectos

Categoria Melhor Solução de Eficiência Energética
Quintãs – Farm Houses (Arouca) - Arquitecto António Júlio Caseiro

A Entrega do Prémio Nacional de Reabilitação Urbana realizou-se no espaço Colunata Eventos, no parque do Bom Jesus, em Braga, reunindo mais de 300 pessoas.

O galardão conta com o Alto Patrocínio do Governo de Portugal, concedido através da Direcção Geral do Património Cultural, entidade tutelada pelo Ministério da Cultura. Esta é uma iniciativa à qual a SECIL se associa de forma ampla e que reúne um vasto apoio do sector empresarial, institucional e da sociedade civil. Conta este ano também com o forte apoio da Câmara Municipal de Braga, cidade que foi, pela primeira vez, a anfitriã da entrega do galardão.

A Schmitt+Sohn Elevadores, a Savills Aguirre Newman e o Santander Totta, na categoria platina; e a Revigres, Sanitana, SRS Advogados e Victoria Seguros na categoria ouro; são as empresas que apoiam o Prémio Nacional de Reabilitação Urbana 2018. O Idealista é o portal oficial da iniciativa, a TSF a rádio oficial, o Público Imobiliário o jornal oficial, enquanto a Confidencial Imobiliário e a Iberian Property são os media partners.

Toda a informação sobre os premiados.


Subscrever E-Newsletter



 

TSF

JA

mais

 

OA
OASRN OASRS HABITAR PORTUGAL IAP20 OAPIX CONHECER 1(-)1 CONGRESSO DOS ARQUITECTOS PORTAL DOS ARQUITECTOS
CAE CIALP DoCoMoMo FEPA UIA