admissão de sócios
Admissão ao COB
15.06.2010
De acordo com o artigo 9.º do seu Regulamento, a inscrição no Colégio de Especialidade de Gestão, Direcção e Fiscalização de Obras deverá ser requerida à respectiva Comissão Executiva com o seguinte procedimento documental:

01 Formulário de Candidatura;

02 Curriculum Vitae;

03 Percurso Profissional (máximo 5 páginas);
O documento “Percurso Profissional” deve descrever a experiência profissional comprovada do candidato nas matérias da obra e complementa o documento Curriculum Vitae, com um carácter mais genérico.
Trata-se de um documento fundamental para a avaliação, pela Comissão Executiva do Colégio, no âmbito das actividades do Colégio, nomeadamente através da sua qualificação, duração e continuidade.
Esta informação deve incluir as obras em que interveio nas actividades de gestão, direcção, fiscalização, planeamento, projecto, investigação ou outras, se possível de diferente âmbito, e onde a participação do candidato tenha sido mais significativa.
A descrição de cada exemplo deve conter a informação necessária para o entendimento adequado dos trabalhos, projectos, investigações, estudos, ou outras actividades nas matérias do Colégio.
Nomeadamente, deverá ser referido o título (actividade de gestão, direcção, fiscalização, planeamento, projecto, investigação, estudo, consultoria, publicação, etc.), a entidade cliente e/ou empresa e instituição em que foi desenvolvido, os objectivos, o papel que desempenhou e responsabilidades que assumiu e o seu enquadramento nas matérias do Colégio.
O conteúdo deste documento deve verificar a qualidade em que interveio e também a diversidade do trabalho e da prática profissional nos referidos âmbitos.
Há diversas formas de apresentar o “percurso profissional” dependendo do âmbito e das características da actividade. Há arquitetos que têm uma actividade relativamente regular e constante associada à construção, nomeadamente de gestão, direcção, fiscalização, consultoria, e realização de projectos e sua implementação em obra. Haverá outros cuja actividade está mais orientada para a investigação e estudos nas áreas da obra e da construção. No primeiro caso o documento ficará mais legível através de uma informação sintética dos diferentes obras, estudos e/ou projectos em que participou e em que qualidade o fez. No segundo caso será mais fácil desenvolver uma apresentação cronológica do percurso profissional, referindo o tipo de actividades em que se enquadrou como arquitecto. Haverá ainda situações compostas, bem como actividade de investigação e formação nas áreas referidas.
Subscrever E-Newsletter



 

BA

JA

mais

 

Encontre um Arquitecto
OA
OASRN OASRS HABITAR PORTUGAL IAP20 OAPIX CONHECER 1(-)1 13 CONGRESSO DOS ARQUITECTOS PORTAL DOS ARQUITECTOS
CAE CIALP DoCoMoMo FEPA UIA
SIL