secção regional açores
-
Presidente no Fórum Empreendedorismo em Turismo Acessível e Sustentável: Espaço Urbano e desenvolvimento social sustentável e acessível
10.01.2022
O Presidente da Secção Regional dos Açores da Ordem dos Arquitectos, Nuno Costa, esteve presente no FETAS – Fórum Empreendedorismo em Turismo Acessível e Sustentável, que decorreu no passado dia 15 de outubro, no NONAGON, na ilha de São Miguel.
Nuno Costa, enquanto orador, salientou a pertinência dos temas debatidos durante o evento, afirmando o importante papel dos arquitetos e da arquitetura no desenvolvimento sustentável das cidades.


Na sua apresentação, o Presidente da Secção Regional dos Açores tratou três temáticas igualmente pertinentes: a Construção do Espaço Urbano; o Espaço Urbano como lugar de Socialização, Memória e Identidade; e o Desenvolvimento Urbano Sustentável e Acessível.

Nuno Costa afirmou que o espaço urbano é “resultado da criação, transformação e inovação de várias gerações”, e que os Açores, apesar da sua breve história, apresentam também a sua própria construção de espaço urbano e edificado, com as suas especificidades, incluindo a sua própria linguagem arquitetónica. Ainda para mais, num território arquipelágico, com desafios e constrangimentos específicos e que requerem as necessárias adaptações para sobrevivência e bem-estar das suas gentes.

Segundo o arquiteto, o espaço público está relacionado de forma direta com a cultura, faz com que o espaço urbano seja um lugar de socialização, de cidadania, construção de memória e identidade. Como tal, deve ser valorizado e potenciado, de modo a promover o desejado desenvolvimento sustentável, que se quer que seja ao nível social, económico, ambiental e cultural.

O representante da Ordem dos Arquitectos dos Açores salientou, ainda, que reconhecer os danos ambientais que afetam diretamente a saúde da população e o clima, à escala glocal, como consequência de um desenvolvimento urbano desajustado e dependente do automóvel, é o primeiro passo que nos conduz em direção ao Urbanismo Sustentável.

Referiu que os programas, das organizações nacionais e internacionais, recomendam linhas estratégicas para uma melhor compreensão das dinâmicas urbanas e o desenvolvimento de soluções inovadoras, inclusivas e replicáveis a uma escala alargada. Neste âmbito, assumem particular prevalência conceitos como sustentabilidade, inclusão, crescimento económico ambientalmente consciente e a cooperação, integração e participação.

Assim, os processos participativos e os concursos de conceção que cada vez mais emanam na nossa sociedade são fundamentais, onde os arquitetos e os cidadãos identificam locais e as necessidades da população de forma a promover o bem-estar e a qualidade de vida.


Portal dos Arquitectos

Secção Regional Norte

Secção Regional Centro

Secção Regional Lisboa e Vale do Tejo

Secção Regional Alentejo

Secção Regional Algarve

Secção Regional Madeira

Secção Regional Açores


Newsletter Arquitectos

Habitar Portugal

Terças Técnicas

Jornal Arquitectos

CEPA


Siga-nos no facebook
Siga-nos no Instagram
Siga-nos no YouTube

Contactos
OA
OASRN OASRS HABITAR PORTUGAL IAP20 OAPIX 1(-)1 CONGRESSO DOS ARQUITECTOS PORTAL DOS ARQUITECTOS
CAE CIALP DoCoMoMo FEPA UIA